Já faz parte do Grupo Exclusivo?

Receba Gratuitamente do Guilherme Ávila os melhores "Segredos Mágicos" do Comportamento Humano e Alta Performance!

Quem Está ao Seu Lado?

Você sabia que os seus resultados são influenciados pelas pessoas que você mais convive?

Se preferir ouvir em Podcast no SoundCloud (Android ou iPhone), clique aqui.
Se preferir ouvir em Podcast no iTunes (iPhone), clique aqui.

É bom lembrar que todo o universo, com uma exceção insignificante, é composto de outros. A vida é uma rede de conexões: somos influenciados pelas pessoas que mais convivemos, e também influenciamos elas. Descubra neste artigo como funciona essa rede de conexões e a maneira pela qual podemos determinar os melhores resultados.

Quem está ao seu lado?

Posso fazer uma Mágica com você? Ok, vamos tentar. Pense nos seus 5 amigos mais próximos. Faça isso antes de continuar a leitura.

Fez? Beleza, agora vou fazer algumas suposições a respeito de você e dessas 5 pessoas:

  • Suas crenças e seus valores são similares aos valores dessas pessoas.
  • O estilo de música que você gosta é similar ao estilo que essas pessoas gostam.
  • Os lugares que você gosta de ir viajar são parecidos com os lugares que essas pessoas gostam.
  • Os filmes que você gosta de assistir são similares aos filmes que essas pessoas gostam.
  • Até mesmo o seu salário é similar ao salário dessas pessoas.

Deu certo?

Essa frase do Jim Rohn revela o segredo dessa "mágica":

Você é a média das 5 pessoas com quem você mais convive.

É verdade. Você é influenciado o tempo todo pelas pessoas com quem você convive. Você é a média das pessoas que andam com você. O seu Mindset é a média do Mindset das pessoas com quem você mais anda. Mindset é o software que roda no seu cérebro. Se você não entende bem o que é Mindset, leia este Artigo Aqui que eu explico direitinho.

Você conhece alguma pessoa bastante motivada e de alto astral que anda com grupo de amigos desmotivados e pessimistas? É claro que não. Se você anda com pessoas desmotivadas você vai ficar desmotivado.

Você conhece alguma pessoa que tem um estilo de vida fitness, adora malhar, fazer atividades físicas e se alimentar corretamente, que anda com um grupo de amigos sedentários? Não existe, porque se você anda com pessoas sedentárias, você acaba que fica sedentário.

Escolha suas influências

É fato: somos influenciados pelas pessoas ao nosso redor. Sabendo disso, escolha com cuidado quem exercerá influência sobre você. Cerque-se de pessoas boas. Ande com pessoas boas. Seja influenciado pelas pessoas certas. Algumas pessoas carregam sua energia. Outras pessoas sulgam sua energia.

Muitas vezes, se você não está conseguindo os resultados que deseja, é porque você está andando com as pessoas erradas.

Dica para atingir seus objetivos

Aqui vai uma dica para atingir seus objetivos: aumente seu convívio com as pessoas que tem os mesmos objetivos que você ou então com aquelas que já chegaram onde você quer chegar. Esteja próximo às pessoas que compartilham dos seus mesmos ideais e das mesmas aspirações e ambições.

O teste da montanha

Cientistas sociais constataram que o simples fato de saber que existem amigos ao seu lado faz as dificuldades da vida parecerem mais fáceis.

Em um estudo realizado pela pesquisadora Simone Schnall, da Universidade de Plymouth, voluntários foram levados à base de uma montanha em dois grupos:

  • No Grupo A, o voluntário foi levado à base da montanha acompanhado de mais 3 ou 4 amigos.
  • No Grupo B, o voluntário foi levado à base da montanha sozinho.

Os pesquisadores pediram para cada voluntário expressar sua opinião a respeito de duas estimativas:

1. O quão difícil seria subir a montanha.
2. Quanto tempo demoraria para subir a montanha.

O interessante é que o Grupo A forneceu uma estimativa de tempo 15% inferior ao Grupo B. Então é verdade: quando as pessoas estão acompanhadas por amigos, os desafios parecem mais fáceis. Quando estamos sozinhos, desafios se tornam grandes monstros, muitas vezes impossível de vencer.

Quer ir rápido ou quer ir longe?

Eu adoro essa frase:

Se quer ir rápido, vá sozinho. Se quer ir longe, vá acompanhado.

Não há duvidas: se você quer ir longe, vá acompanhado. Desafios vão aparecer no seu caminho. A vida vai te fazer cair. Se você estiver acompanhado de pessoas boas, elas vão te ajudar a levantar.

Seu time te desafia?

Esteja certo de estar no time que o desafia. É fácil para as coisas saírem fora dos trilhos. É fácil saber o que fazer, e, mesmo assim, não fazê-lo. A força normal da vida é a gravidade, e ela é para baixo. Todos nós temos dias ruins. Todos nós temos épocas em que não usamos o que sabemos. Mas se nos rodearmos de pessoas que se movimentam para frente, que são positivas, que estão concentradas na obtenção de resultados, que nos apóiam, isso vai nos desafiar a sermos mais, a fazermos mais e a compartilharmos mais.

Com frequência eu me pergunto: "As pessoas com quem estou convivendo me desafiam? Elas exigem o melhor de mim?"

Eu sugiro você fazer a mesma pergunta. Esteja certo de que as pessoas que o cercam fazem de você uma pessoa melhor pela sua associação com elas.

Somos uma mistura de diversas "partes"

Todos nós somos uma mistura de "diversas partes". Uma parte altruísta, outra parte egoísta. Uma parte feliz, outra parte frustrada. Uma parte calma e assertiva, outra parte estressada e grosseira.

Algumas dessas partes nos dão orgulho, outras nos dão vergonha. Algumas nos empurram para cima, outras nos puxam para baixo.

Você deve procurar a companhia das pessoas que te inspiram a ser a sua melhor parte, a viver a melhor versão de si mesmo. As pessoas com quem você mais convive inspiram você a viver a melhor versão de si?

E qual a SUA responsabilidade?

Da mesma forma como somos influenciados pelas pessoas que mais convivemos, essas pessoas também são influenciadas por nós. Pare pra pensar nessas perguntas:

  • Qual é a qualidade da influência que exerço sobre meus amigos? Excelente, boa ou neutra?
  • Eu inspiro as pessoas a viver a melhor versão de si?
  • Para qual caminho eu levo meus amigos?
  • Eu incentivo as atitudes certas? Em vez de apoiar atitudes medíocres, eu exijo o melhor dos meus amigos?

Pense sobre essas perguntas e perceba a responsabilidade que você possui com as pessoas que você convive!

A verdade é que algumas vezes a vida nos coloca diante de pessoas com maiores problemas e maiores dificuldades. Pessoas que no momento não estão enxergando o caminho para encontrar a luz no fim do túnel. Isso não significa que elas sejam as pessoas erradas e você deve manter distância. Ao contrário: significa que você tem a chance única de ajudá-las a encontrar o caminho e inspirá-las a viver a melhor versão de si.

Inspirar uma pessoa a viver a melhor versão de si é o maior favor que você pode fazer a alguém. Você deve buscar isso dos outros e inspirar isso nos outros.

Guy Kawasaki, um dos conselheiros da Apple, diz que a melhor maneira de avaliar alguém é ver como essa pessoa trata as pessoas que não lhe podem oferecer absolutamente nada. Interessante, não? Pense nisso. Ao conhecer outras pessoas, não importa quem sejam, você sempre deve se perguntar: como posso ajudá-las?

Agora é você!

Se você não fez o exercício do começo do artigo, faça agora: Quais são as 5 pessoas que você mais convive? Pense nelas. Reflita um pouco sobre o fato que você é a média dessas 5 pessoas. É importante que você reserve 1 minuto da sua vida para realizar essa atividade. Você pode ficar surpreso em descobrir quem são as pessoas que mais influenciam seu comportamento e, logo, seus resultados.

  • Pergunta 1: As pessoas com quem você mais convive exigem o seu melhor e inspiram você a viver a sua melhor versão?
  • Pergunta 2: Como você avalia a qualidade da sua influência perante seus amigos? Você inspira as pessoas a viverem a melhor versão de delas?
  • Pergunta 3: Você ajuda outras pessoas, mesmo aquelas que aparentemente "não podem te oferecer absolutamente nada"?

Aqui em baixo tem um campo para comentários do Facebook. Marque as pessoas que você mais convive aqui, para elas saberem o quanto que influenciam a sua vida 🙂

Espero que tenho gostado da reflexão.

Abração e felicidades sempre!

Guilherme Ávila